Índices de liquidez corrente, seca, imediata e geral (Como funciona)

5 (100%) 7 votos

O que são índices ou indicadores de liquidez e como funciona

 O índice de liquidez ou e indicadores é a capacidade, velocidade e facilidade com que um ativo pode se transformar em dinheiro, a liquidez de uma empresa ou produto está relacionada com a solvência, que nada mais é que a capacidade da empresa ou produto de cumprirem as obrigações em longo prazo, enquanto a liquidez fica com a parte de cumprir com as obrigações de curto prazo. Mesmo a liquidez e solvência sendo diferentes ao que elas se referem, elas estão totalmente ligadas, pois problemas em seu curto prazo que é sua liquidez podem ocasionar grandes problemas na solvência da empresa ou produto no longo prazo.

Quer saber mais sobre os tipos de liquidez existentes e como cada uma delas funciona? Continue com a gente neste artigo que preparamos para você entender tudo sobre liquidez de uma maneira rápida e fácil.

Liquidez corrente

A liquidez corrente é calculada da seguinte maneira, você deve dividir a soma dos direitos em curto prazo da empresa, são eles: Contas de caixa, bancos, estoques e clientes a receber, dividido pela soma das dividas da empresa em curto prazo que são: Empréstimos, financiamentos, impostos e fornecedores a pagar.

Caso seu resultado for maior que 1, é sinal que a empresa dispõem de dinheiro para uma possível quitação das obrigações, se for igual a 1 os recebíveis e obrigação a curto prazo são equivalentes, se no caso for menor que 1 a empresa não disponibiliza de capital o suficiente para cumprir com as obrigações a curto prazo.

Liquidez seca

 A liquidez seca se calcula da mesma maneira que a liquidez corrente, mas elas se diferenciam por apenas uma coisa, na liquidez seca o seu estoque não entra na conta, ficando da seguinte maneira, contas de caixa, bancos e clientes a receber, dividido por Empréstimos, financiamentos, impostos e fornecedores a pagar.

Liquidez imediata

 Para calcular a liquidez imediata, também é quase da mesma maneira que as outras, a diferença é que na liquidez imediata você só considera o caixa dividido pelo seu passivo circulante, que no caso é o mesmo das outras duas liquidezes que são empréstimos, financiamentos, impostos e fornecedores a pagar.

Liquidez geral

 No ultimo deles existe uma diferença maior, alem de considerar tudo o que também temos na liquidez corrente, consideramos também o médio e longo prazo, como calculo de direitos e obrigações de 12 meses para frente com vendas parceladas, aplicações a longo prazo e empréstimos a serem pagos, neste caso o calculo ficaria da seguinte maneira,( Contas de caixa, bancos, estoques e clientes a receber + o que se tem para receber a longo prazo) dividido por (Empréstimos, financiamentos, impostos e fornecedores a pagar + as contas a serem pagas a longo prazo).

Saber de todas essas formas de liquidez é essencial para a saúde financeira de sua empresa, com essas informações em mãos fica mais fácil para tomar decisões que vão tornar a vida útil de sua empresa maior e mais lucrativa.

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta