Quanto custa contratar um seguro do meu carro?

Formas de contratação de seguros para carros

Você encontra três tipos de contração de seguros para carros:
  • Pelo valor de mercado
  • Pelo valor de mercado com limite
  • Por valor determinado
Os seguros para carros mais utilizado é do tipo valor de mercado onde a seguradora paga indenização equivalente ao preço do bem no mercado, seja ela qual for. Essa forma garante a atualização constante da indenização, seja para cima ou para baixo. O pagamento pode ser feito em parcelas, cujo valor pode variar conforme o valor de mercado do carro, ou à vista. Nos seguros para carros do tipo valor de mercado com limite, a seguradora paga o valor de mercado do carro na data do sinistro, limitando ao valor determinado na apólice. O pagamento é feito à vista ou em parcelas. Já nos seguros para carros do tipo valor determinado, a seguradora deve indenizar o consumidor pelo valor constante na apólice, independente do valor de mercado. Seu pagamento é feito à vista ou em parcelas fixas.

Quanto custa?

O custo pode variar entre 5% e 20% do preço do carro avaliado no mercado. Quando o risco for alto, o prêmio fica na faixa mais elevada. Se o risco for baixo, o prêmio cai. Faça uma cotação no Meu Seguro Auto e veja os melhores preços do mercado.

O que o seguro não cobre

A maioria das seguradoras normalmente não cobrem arranhões na pintura e pneus furados por terem um alto volume de solicitações o que leva a terem um elevado custo operacional. Elas também não cobrem danos ocasionados por “ato ou operação de guerra, revolução, greve, vandalismo ou qualquer outra perturbação da ordem pública”. Verifique se sua seguradora cobre danos causados por acidentes que envolvam seu carro quando este estiver sendo dirigido por alguém não habilitado ou sob efeito de álcool ou droga.

Riscos cobertos pelo seguro

A maioria das apólices de seguros para carros cobre por danos materiais, incêndio, roubo (à mão armada) e furto (quando o carro foi deixado estacionado e desaparece). As colisões estão incluídas entre as causas de danos materiais, mas também estão inclusos quedas de objetos sobre o veículo, capotamento, chuva de granizo, enchentes, danos ocorridos por furtos ou roubos, etc. Danos com acessórios costumam estar inclusos no seguro. Mas para isso, os acessórios devem obrigatoriamente ter cobertura contratada e constar na vistoria realizada pela seguradora ou informados a ela quando forem adquiridos posteriormente. Outro detalhe importante que precisa estar atento é sobre coberturas adicionais de responsabilidade por danos a terceiros. Não adianta nada você ter um seguro para que cubra os danos de seu carro e for obrigado a pagar o conserto do carro que você bateu. Geralmente costumam estar inclusa em apólices adicionais cobertura para danos corporais ao motorista e os passageiros do carro segurado. Elas cobrem despesas hospitalares, indenizações por invalidez permanente e morte, independente de que foi o responsável.

Veja Também

Tem como não pagar as taxas do banco?  

Cotação Petr4

Como declarar fundos de investimento no imposto de renda?  

Livros em PDF sobre investimentos

Como economizar dinheiro em pouco tempo

Você é uma pessoa motivada? Faça o teste e descubra